Impermeabilização

Tipos de Impermeabilização na construção civil rígida e flexível

A impermeabilização é uma das técnicas essenciais aplicadas principalmente nas edificações.

A impermeabilização serve para proteger as estruturas e superfícies de concreto das infiltrações da água do banho, de lavagem ou da chuva.

A impermeabilização contribui para a maior durabilidade dos imóveis, pois protege também do mofo, dos fungos e da umidade, e ainda colabora trazendo qualidade de vida para o usuário ou proprietário do empreendimento.

A impermeabilização evita a ação das infiltrações, que além de danificarem a aparência das estruturas, agem atingindo os revestimentos, a alvenaria e a ‘ferragem’(armadura da construção).

De acordo com pesquisas dos problemas encontrados em edificações, 85% estão ligados a vazamentos e infiltrações.

Além disso, a impermeabilização não é uma vantagem para alguns imóveis, mas sim uma necessidade para todas as construções, pois ela age preservando a edificação, mantém a salubridade dos ambientes e a sua conservação.

É por isso que a edificação deve ser impermeabilizada desde o alicerce. A começar pela parede de contenção no subsolo, a laje de piso e baldrames que já precisam ser impermeabilizados.

A impermeabilização pode ser feita de várias formas, utilizando-se de mantas, emulsão asfáltica, soluções e aditivos.

Impermeabilização: rígida ou flexível

o que é impermeabilização na construção civil

A impermeabilização se divide em dois tipos, que se diferem pela sua utilização.

A primeira delas é a impermeabilização rígida, utilizada nas superfícies que não sofrem com os danos causados pela variação de temperatura.

Isso porque esse tipo de impermeabilizante não acompanha a estrutura, por isso não deve ser utilizado nas superfícies suscetíveis a trincas e fissuras.

Essa impermeabilização é feita a base de cimento, para formar uma proteção mais eficaz.

Sua utilização se restringe apenas a locais com estabilidade, como poço de elevador, baldrame de fundação, piso externo, reservatórios semienterrados e piscinas enterradas.

A forma de impermeabilizar flexível pode ser utilizada nas edificações expostas às mudanças climáticas, como a radiação solar direta ou a chuva, que podem resultar em umidade, trincas e infiltrações.

A forma de impermeabilizar flexível pode impermeabilizar áreas como varandas, coberturas, terraços, lajes pré-moldada maciça ou mista, piscinas suspensas, calhas grandes e piso frio.

Onde aplicar tais impermeabilizantes

Tais impermeabilizantes devem ser aplicados em todas as estruturas que ficam expostas à água, seja em vapor ou líquida, em períodos constantes ou temporários.

Sendo que devem ser impermeabilizados sacadas, terraços e lajes que se expõem a água da chuva, área de serviço, jardineiras, piscinas, banheiros, poço de elevador, caixa d’água, saunas, pisos e paredes que possuem contato direto com o solo.

A impermeabilização adequada é capaz de acabar com aquela umidade constante no banheiro trazendo maior limpeza para o ambiente.

O impermeabilizante também combate a umidade das paredes que trazem bolor para os cômodos da casa, e até mesmo para dentro dos armários, danificando roupas e sapatos.

É por isso que impermeabilizar é tão importante quando o resto do acabamento, pois ela também conserva a pintura e o revestimento utilizado nas paredes, piso e teto das edificações.

E tão importante quanto a técnica, é escolher os produtos adequados e de qualidade, por isso procure ajuda de um profissional na hora de impermeabilizar seu imóvel.

Vídeo | O que é impermeabilização

A impermeabilização rígida e a flexível são indispensáveis nas construções atualmente.

A técnica serve para impedir que a água vinda das chuvas, da lavagem ou mesmo do banho possa causar infiltrações e umidade nos ambientes, evitando assim a proliferação de fungos e do mofo.

A impermeabilização se tornou tão importante pois, de acordo com as estatísticas, cerca de oitenta e cinco por cento dos problemas detectados nas construções, são provenientes das infiltrações e vazamentos.

A impermeabilização pode ser utilizada no momento da construção das edificações ou pode ser aplicada depois quando a construção apresentar falhas e material poroso.

Esse é um processo geralmente deixado de lado durante a obra, mas que é tão importante quanto os outros procedimentos.

No entanto, é preciso ressaltar que existem vários tipos de impermeabilizações e que se utilizam de diferentes produtos para impermeabilizar de acordo com as superfícies. Confira quais são:

Impermeabilização rígida: onde pode ser aplicada

tipos de impermeabilização na construção civil

O mercado oferece diversos produtos para impermeabilizar e proteger as superfícies da umidade.

Em geral, quase todos necessitam ser aplicados por profissionais e se dividem em dois tipos de produtos para impermeabilizar.

Para impermeabilizar as edificações que não estão expostas a mudanças de temperatura é utilizada a impermeabilização rígida.

É nessa impermeabilização que estão os produtos que utilizam cimento, que oferecem maior proteção em uma camada espessa.

O sistema rígido para impermeabilizar é aquele que transforma o local aplicado em impermeável.

O impermeabilizante rígido não atua em conjunto com a estrutura, o que não protege locais expostos às temperaturas variadas, baixas e altas. Por isso, esse tipo de sistema para impermeabilizar é preferível apenas para áreas que estão isentas de fissuras ou trincas.

Dessa forma, a impermeabilização rígida deve ser utilizada, apenas em estrutura pequena isostática, áreas com estrutura estável como reservatórios de água enterrados, poço de elevador, piscina enterrada, piso externo e baldrames de fundação.

Impermeabilização flexível: onde pode ser aplicada

A impermeabilização flexível é aquela formada por materiais como polímeros e asfalto.

O sistema flexível para impermeabilizar pode ser utilizado nas construções que estão vulneráveis a trincas e fissuras, como os locais expostos à chuva, umidade e a mudanças de temperatura, por exemplo.

Para aplicar esse tipo de impermeabilização são utilizadas as membranas, que podem ser moldadas na hora, e as mantas, que são pré-fabricadas.

Materiais como manta asfáltica, que é pré-fabricada, possui espessura definida, e necessitam apenas de uma camada para aplicação. Já o sistema para impermeabilizar moldada, como bloco de asfalto, pode ser aplicada quente e as soluções e emulsões aplicadas a frio.

A impermeabilização flexível pode ser empregada em piso frio como de área de serviço, cozinha, e banheiros, galeria de trem, grandes calhas, espelhos d’ água e piscina suspensa, laje pré-moldada, mista ou maciça, cobertura, terraço, varanda e reservatório de água elevado.

A impermeabilização de dois tipos precisa de acompanhamento de um profissional especializado, para identificar o tipo de estrutura, o tipo de sistema para impermeabilizar mais adequado e fazer a aplicação e a manutenção.

É importante também utilizar uma impermeabilização de qualidade, por isso entre os principais fabricantes de matérias impermeabilizantes estão Vedacit, Viapol e Bianco.

Passamos a palavra ao leitor

Compartilhe abaixo nos comentários suas experiências sobre produtos para impermeabilizar ou caso tenha dúvidas apresente-as para solucionarmos juntos o problema.

Desejamos a todos uma boa obra! Mãos a massa!

Vídeo | Tipos de impermeabilizantes na construção civil

Veja também:

Deixe uma Nota para Este Artigo!
Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 316
Tipos de Impermeabilização na construção civil rígida e flexível